about.jpg

sobre

O Teatro Carlos Alberto irá acolher a primeira edição do Colexpla – Festival Internacional de Exploração Sonora. Comprometido com a difusão das novas formas de expressão musical nos domínios da música experimental, improvisada, eletroacústica e da arte sonora, o Colexpla surge da herança do Co-Lab – Festival Internacional de Música Experimental, decorrido no Porto entre 1998 e 2003. As suas cinco edições permitiram enquadrar esta nova forma de música de Arte e contribuíram para a definição da identidade estética de vários músicos portuenses. Quinze anos depois, o Colexpla visa prosseguir e renovar esse legado, tomando o pulso ao estado atual da música exploratória, refletindo e interferindo sobre ele, potenciando possíveis repercussões na criação artística portuguesa. O festival privilegiará áreas tão diversas como a expressividade musical através de novos instrumentos, as novas formas de interatividade na improvisação, as contaminações entre composição e improvisação ou a instalação sonora como forma musical. Fomentando a discussão e o conceito de liberdade inerente à sua matriz, o Colexpla emparelha novos artistas e nomes fortes da improvisação/experimentação internacional, em concertos, instalações sonoras, um workshop e uma conversa. Com os contributos de os contributos de Abdul Moimême, Alfredo Costa Monteiro, Diana Combo, Eran Sachs, Inês Castanheira, Kaffe Matthews, Ken Butler, Lionel Marchetti, Marta Ângela, Meira Asher, Miguel Garcia, MSHR, Toma Gouband, Tomoko Sauvage, Trio Sowari, ::vtol::, Wade Matthews e Xavier Garcia.

 

conceção e direção Gustavo Costa, Patrícia Caveiro
programação Gustavo Costa, Sara Gomes
direção técnica Alberto Lopes
luz Mário Bessa
direção de produção Patrícia Caveiro
assistentes de produção Catarina Lopes, Sara Gomes e Rodrigo Cardoso

coprodução Sonoscopia, TNSJ

M/6 anos