Miguel A. Garcia

Oriundo do País Basco, Miguel A. García é dos mais dinâmicos artistas sonoros da cena espanhola. O seu trabalho foca-se principalmente na composição e improvisação eletroacústica. Utiliza sons derivados de resíduos de dispositivos eletrónicos, frequentemente inter-relacionados com field recordings ou instrumentos acústicos, em busca de uma experiência intimista, intensa e imersiva – música de formas ousadas, cheia de contrastes e, ainda assim, com sentido de humor. O seu currículo inclui artes plásticas e tecnologia audiovisual, questionando as fronteiras entre a música académica eletroacústica e a música industrial.